O governador do estado do Maranhão divulgou na manhã de hoje (03), em coletiva de imprensa transmitida ao vivo através das redes sociais, o endurecimento das medidas restritivas visando a diminuição dos casos de covid-19 que tem crescido consideravelmente em todo o país com recorde no número diário de mortos e aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI.

Durante o período de dez dias, de 05 a 14 de março, fica proibido todo tipo de eventos, festas e shows independente da quantidade de pessoas. Anteriormente estavam autorizados eventos com limitação de público de até 150 pessoas. Para amenizar o impacto da medida sobre a classe artística, o governo anunciou um auxílio emergencial estadual para atender exclusivamente artistas que não poderão exercer as suas atividades nesse período. O edital está disponível no site cultura.ma.gov.br.

Também nesse período de dez dias, os estabelecimentos comerciais funcionarão em horário reduzido: das 9h às 21h. O objetivo é diminuir as aglomerações em terminais de integração e no transporte coletivo da capital nos horários de pico, sobretudo no começo da manhã. O governador anunciou também a ampliação da frota de transporte coletivo administrada pelo governo estadual.

Estão suspensas também as aulas presenciais em instituições de ensino públicas e privadas em todo o estado entre 5 a 14 de março. Nesse período as aulas devem acontecer somente no modo online. Algumas instituições de ensino privadas já haviam retomado as aulas presenciais em formato híbrido.

Ocupação de UTI’s

Os dados atualizados nesta quarta-feira (03) mostram que 86% dos leitos de UTI na grande São Luis estão ocupados. Já os leitos clínicos tem uma taxa de ocupação de 67%.

Os hospitais particulares São Domingos e UDI estão com 100% dos leitos ocupados.

O Maranhão já tem 220.453 casos confirmados, 5.095 mortos e 205.264 recuperados. Nas últimas 24h foram confirmados 108 novos casos na ilha de São Luis, 134 em Imperatriz e 579 nas demais regiões do estado, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.

Por Oséas Oliveira