As coisas não pareciam boas para a igreja tailandesa no início de 2020. O país do sudeste asiático foi o primeiro fora da China a relatar um caso de coronavírus, e analistas temiam um surto avassalador.

Hoje, a Tailândia está sendo elogiada como uma das nações que mais teve sucesso em conter a pandemia. Depois de um longo período de bloqueio, o país celebrou no início de setembro 100 dias sem nenhum novo caso de Covid-10.

Mais tarde naquela semana, igrejas evangélicas na Tailândia celebraram um marco histórico, que não seria possível sem as conversas face a face, reuniões nas casa e testemunhos pessoais — as principais ferramentas para espalhar o Evangelho.

A Associação da Igreja Livre em Jesus Cristo (FJCCA, na sigla em inglês) realizou o maior batismo de sua história e, segundo ela, a história da igreja na Tailândia. A FJCCA, um movimento que se concentra no evangelismo nas aldeias do país, batizou 1.435 pessoas em um único dia, em 6 de setembro.

Em 2019, a FJCCA havia batizado 520 pessoas no que foi considerada a maior celebração que os líderes evangélicos já tinham visto no país de maioria budista. O batismo deste mês foi quase o triplo do tamanho.


Menino é batizado por pastor tailandês. (Foto: Reach a Village)

“É realmente um mistério para o mundo por que a Tailândia foi poupada durante a pandemia da Covid”, disse Bob Craft, do ministério Reach a Village, um dos apoiadores da FJCCA. “Acreditamos que é a mão misericordiosa de Deus, para permitir que o Evangelho se espalhe neste momento crucial”.

Os novos cristãos vieram de 200 aldeias em cinco províncias tailandesas para o distrito de Chon Daen, onde é localizada a base da FJCCA. De acordo com os líderes da associação, muitos dos que foram batizados não tinham ouvido falar de Jesus até este ano. Mais de 75.000 aldeias no país não têm presença cristã.

Embora a Tailândia tenha reduzido a disseminação da Covid-19 quase inteiramente, o país ainda sofre danos financeiros devido a paralisação provocada pelo coronavírus, especialmente no setor do turismo. A crise econômica tem estimulado protestos no país, que desafiam a monarquia e clamam por uma reforma do governo.

Apesar dos fatores estressantes da pandemia, os líderes evangélicos têm visto os tailandeses — dos quais menos de 1% são cristãos — se interessando pelo Evangelho de Cristo. O movimento, que começou em 2016, hoje conta com 700 igrejas nas casas.


Mais de 1.435 pessoas de aldeias da Tailândia foram batizadas em um único dia. (Foto: Reach a Village)

Fonte: Guiame