A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), intensifica as ações para a segunda fase da campanha de vacinação contra o sarampo, voltada para o público de 20 a 29 anos de idade. A iniciativa integra as estratégias implementadas pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior para atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde para a capital, bem como reforça a política de saúde preventiva da gestão municipal. 

Entre as ações, além de ofertar as vacinas nas 65 unidades de saúde, a Prefeitura de São Luís também ampliou o horário de atendimento nas unidades mistas do Coroadinho, São Bernardo, Bequimão e Itaqui-Bacanga, e no Pronto Socorro do Anil, onde os postos de vacinação estarão funcionando até às 20h. Doses da vacina também estão sendo levadas para universidades da capital. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, a Prefeitura vai investir na mobilização do público-alvo. “Tivemos sucesso na primeira etapa e o objetivo dos trabalhos é novamente cumprir com a meta. Estamos montando um grande mutirão durante toda a semana com foco em reforçar o controle epidemiológico e manter a população protegida”, disse. Na fase inicial dos trabalhos, que envolveu crianças entre seis meses e menores de cinco anos, foram imunizadas quase 12 mil pessoas.

No sábado (30), a partir das 8h, acontece o Dia D contra o sarampo, com vacinas em todas as unidades de saúde até o meio-dia. À tarde, a partir das 15h, as doses estarão nos shoppings da Ilha, São Luís e Rio Anil. O sarampo é uma doença grave e pode levar a pessoa a desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.